luzes do tubo

Sobre nós

Notícias de qualidade, onde você quiser e quando quiser.

Sou formado em comunicação Social com ênfase em Marketing e Propaganda. Atualmente atuo como Jornalista e diretor do Tapurah Online, site factual e de negócios na internet e Rádio Web.

Casado com Lucilene Maria Wollmann, pai de três filhos Jhenifer de 18 anos, Pedro com 12 e Emanuele de apenas 06 anos.

 

 Como dever de oficio de repórter e jornalista acompanho as atividades políticas, econômicas e agronegócio. O conteúdo de qualidade na informação precisa, sem abrir mão de opinião e posicionamento tem atraído centenas e milhares de acesso de internautas e leitores.

Minha História.

O terceiro de 5 filhos do casal Pedro Stachiw e Otilia Manchur, ambos de famílias humildes, Reinaldo é natural da cidade de Pitanga no Paraná.

Com descendência Ucraniana, povo historicamente aguerrido, aos 06 anos de idade já trabalhava como vendedor de picolé e comercializava junto do seu irmão material de reciclagem para ajudar na renda da família.

Sem muitas oportunidades no Paraná, veio para Mato Grosso em 1989 onde trabalhou junto com o pai de ajudante. Trabalhou de servente de pedreiro, açougueiro e motorista de caminhão.

Concluiu o segundo grau na Escola Estadual Cândido Portinari, em 1994.

Trabalhou na Associação Comercial de Tapurah, sempre dedicado e bem humorado entrou como voluntário com um programa aos domingos na antiga rádio Acit Fm, logo se tornou diretor comercial da emissora.

Por volta de 1998 Reinaldo estava jovem e percebeu a falta de opção de diversão para a juventude então começou a atuar na organização e animação de festas como disk Jóquei (DJ). Decidiu então abrir uma danceteria que teve muito sucesso chamada “Por do Sol dance clube” no local onde funcionava uma sorveteria da família Mascarello no centro de Tapurah.

Em 2001 mudou-se para a cidade de Juara MT em busca de novos desafios, lá também teve casa noturna chamada Marter Club que fez grande sucesso. Reinaldo trabalhou na Rádio Cidade FM e foi diretor do site de notícias “Notão News” onde também conquistou milhares de seguidores devido sua coragem e posicionamento diante dos desleixos da administração pública e ação de parlamentares.

 

“Durante o tempo que estive em Juara, sempre sonhava com o retorno para a cidade que considero minha: Tapurah, onde minha família reside a mais de 20 anos”.

 

“Quem bebe água do Rio Barella, sempre volta” diz um ditado popular.
Finalmente de volta a Tapurah, cidade onde pretende viver e conviver até o resto de seus dias, sem oportunidade para uma rádio e com o advento da Internet nossa rádio web e site de notícias traz notícias diversão, conhecimento e entretenimento de qualidade.

Quem somos? 

Não importa se só tocam
O primeiro acorde da canção
A gente escreve o resto em linhas tortas
Nas portas da percepção
Em paredes de banheiro
Nas folhas que o outono leva ao chão
Em livros de história
Seremos a memória dos dias que virão
Se é que eles virão
Não importa se só tocam
O primeiro verso da canção
A gente escreve o resto sem muita pressa
Com muita precisão
Nos interessa o que não foi impresso
E continua sendo escrito à mão
Escrito à luz de velas
Quase na escuridão, longe da multidão
Somos um exército
O exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz
Somos um exército
O exército de um homem só
Sem bandeira, sem fronteiras pra defender
Pra defender
Não importa se só tocam
O primeiro acorde da canção
A gente escreve o resto
E o resto é resto, è falsificação
Sangue falso, bang-bang italiano
Swing falso, turista americano
Livres dessa estória
A nossa trajetória não precisa explicação
E não tem explicação
Somos u, exército
O exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz
Somos um exército
O exército de um homem só
Sem bandeira, sem fronteiras pra defender
Pra defender
Não interessa o que o bom senso diz
Não interessa o que diz o rei
Se no jogo não há juiz
Não há jogada fora da lei
Não interessa o que diz o ditado
Não interessa o que o Estado diz
Nós falamos outra língua
Moramos em outro país
Somos um exército
O exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz
Nesse exército
O exército de um homem só
Todos sabem que tanto faz
Ser culpado ou ser capaz
Tanto faz.

Engenheiros do Hawaii - Exercito de Um Homem só