Wellington diz em Sinop que não deve disputar o governo e “conversou muito bem” com Bolsonaro sobre

O senador Wellington Fagundes afirmou, na sexta-feira à noite, no encontro do PL em Sinop, que mantém sua intenção de disputar a reeleição e sinalizou que não deve concorrer ao governo do Estado, como deseja a cúpula nacional do partido. “Meu foco é a candidatura à reeleição. É natural. Já tivemos, quando foi da vinda do presidente Bolsonaro para (se filiar) o PL conversamos muito bem sobre isso”, afirmou.



Sobre a disputa ao governo, ele disse que “vamos escolher um candidato, fazer uma aliança e até as convenções tem muito tempo. Mas queremos construir essa base para o presidente Bolsonaro, que é de Centro-Direita. Aqueles que entendem que querem formar esta aliança estarão conosco e queremos conversar com todos que pensam da mesma forma”, acrescentou.


Wellington já conversou com o governador Mauro Mendes -que também deve ser candidato à reeleição- a quem manifestou, reservadamente, intenção de firmar coligação apoiando-o e tendo seu apoio à reeleição ao Senado e para Bolsonaro. “Quem quer fazer uma aliança forte não pode descartar nada, principalmente se o governador Mauro pensar em construir uma aliança que fortaleça a candidatura do presidente Bolsonaro, que tem ajudado demais o governo (de Mato Grosso). É o governo federal que mais transferiu recursos para o Estado”, afirmou.


O senador disse que o PL está crescendo em Mato Grosso e adiantou que espera a filiação, dentro da janela partidária que fica aberta até final de março, que espera a filiação do prefeito Roberto Dorner, que participou do encontro juntamente com prefeitos da região, deputados estaduais e pré-candidatos.


Só Notícias (foto: reprodução)