Só Deus me tira da cadeira de presidente, diz Bolsonaro em dia de julgamento do TSE

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que só Deus irá tirá-lo da cadeira presidencial, ao mencionar o julgamento desta noite no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de ações que pedem a cassação da chapa encabeçada por ele que venceu a eleição presidencial de 2018.



"Hoje começa o julgamento em Brasília da cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. Sabem qual é a acusação? As minhas contas foram aprovadas pelo TSE, não tem nenhum acusação de corrupção, enriquecimento ilícito, nada. A acusação é fake news. Eu menti durante a campanha", disse Bolsonaro, negando a acusação.


"Quanto a isso eu tenho dito, sé Deus me tira daquela cadeira", afirmou.


O TSE começará nesta terça-feira o julgamento de duas ações contra a chapa formada por Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, por disparo massivo de mensagens em redes sociais na disputa e uso fraudulento de documentos de idosos para realizar essas iniciativas.


Os processos foram movidos pela chapa derrotada nas eleições, encabeçada pelo PT, que querem cassar o presidente e o vice por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. Se isso ocorrer, eles podem perder seus mandatos e ficar inelegíveis para a disputa de 2022.