"Quer mais é arrancar dinheiro do povo", afirma Bolsonaro sobre Petrobras

Nesta segunda-feira (30), o programa Alerta Nacional, apresentado por Sikêra Jr., exibiu uma entrevista exclusiva com o presidente Jair Bolsonaro, durante visita a Manaus.


Com a presença da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, a entrevista foi realizada nos estúdios da TV A Crítica.


Após Sikêra iniciar a conversa comentando sobre a economia do país, Bolsonaro destacou que o governo criou medidas econômicas para auxiliar a população a passar pela crise causada pela pandemia da covid-19. “Com a política do ‘fica em casa’, a economia a gente vê depois, foi uma máquina de destruição de rendas entre os brasileiros”, ressaltou o presidente.



Na sequência, Bolsonaro comentou sobre o aumento dos combustíveis, onde afirmou que os impostos federais foram zerados, contudo, segundo ele, a Petrobras visa apenas o lucro e, por esse motivo, continua com os aumentos. “A Petrobras, no momento, não tem qualquer responsabilidade, quer mais é arrancar dinheiro do povo. Quanto mais caro está o combustível, mais eles ganham!”, afirmou..


Ao falar dos créditos disponibilizados ao longo da pandemia para os micro e pequenos empreendedores, o chefe do executivo citou que o governo visa auxiliar os brasileiros a iniciar um empreendimento, e ressaltou as ações criadas para empresários informais. Em relação à corrida presidencial, o atual presidente comentou sobre os números das pesquisas eleitorais, além das mobilizações sociais de seus apoiadores.


Ao longo da entrevista, Bolsonaro e Michelle interagiram de forma descontraída com o elenco do Alerta Nacional. O apresentador brincou com a primeira-dama do país, que se divertiu com perguntas feitas sobre o casamento e com o lançamento de uma nova música interpretada pelo Delegado Tromba. O presidente ainda se divertiu com uma brincadeira de soletrar feita com o elenco.


Por fim, ainda durante o bate-papo com Sikêra, ele parabenizou o jornalismo da RedeTV! e desejou boa sorte para a estreia do novo RedeTV! News.


Bolsonaro esteve em Manaus no último sábado (30) para participar da Marcha para Jesus, que reuniu milhares de evangélicos.