Preço do frete de algodão em Mato Grosso atinge patamar recorde

Os preços dos fretes rodoviários e marítimos têm atingido níveis recordes nos últimos dois anos. Mesmo com a exportação da safra perdendo força em Mato Grosso devido ao período de entressafra, o preço do frete rodoviário do algodão tem permanecido acima do observado em 2021. Ao analisar a rota entre Sapezal (maior município produtor) e o porto de Santos, a despesa com transporte valorizou 19,74% em março ante o mesmo período do ano passado, chegando à média de R$ 444,82/tonelada pautado pelo aumento no valor do combustível. A informação é do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA).



Já em relação ao frete marítimo, o Índice Global de Frete de Contêiner aumentou 119,55% em relação a março, chegando à média de US$ 9.620,41/contêiner do mês atual, segundo os dados do Freightos Data. O congestionamento de navios nos portos mundiais e a falta de contêiner são os principais fatores de sustentação dos preços até aqui. Por fim, a elevação nos preços dos fretes tem impactado o bolso do produtor, do comprador (trades e indústrias) e também, dos consumidores, uma vez que essa alta é repassada para a ponta da cadeia, o varejo.


Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)