Preço do leite pago ao produtor em Mato Grosso diminui

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou, esta semana, que com o início do período de chuvas no Estado, o preço do leite pago ao produtor em outubro recuou 0,51% ante o mês anterior, com valor médio de R$ 2,09/litro.



Apesar do avanço das chuvas, a produtividade nas propriedades segue baixa, com isso o índice de captação do IMEA apresentou decréscimo de 3,17% em setembro.


O levantamento aponta que, com a oferta restrita de leite, as importações brasileiras de produtos lácteos seguem em alta, com acréscimo de 2,71% em setembro.


Em outubro, o IMEA contabilizou o custo de produção da pecuária de leite em Mato Grosso, referente ao 3º trimestre e ao custo operacional efetivo foi observado um acréscimo de 5,46% ante o trimestre anterior. Segundo o levantamento, a média do custo de produção de leite no Estado foi de R$ 0,90/litro para o 3º trimestre, contra R$ 0,85/litro do 2º o que resultou em uma diferença de +R$ 0,05/litro entre os períodos.

Com a menor oferta de pastagem, o aumento na demanda por concentrados impulsionou os preços dos insumos, refletindo em alta nas despesas com suplementação (+11,72%).


Já para o 4º trimestre, o custo com alimentação segue como ponto de atenção para o produtor, pois, apesar do início do período de chuvas, no qual indica uma redução na demanda por concentrados, os preços praticados no campo tendem a recuar, o que pode manter as margens da atividade espremidas.



Só Notícias (foto: Gabriel Faria/arquivo/assessoria)