PoderData: Lula vai a 52% entre os que recebem Auxílio Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 52% das intenções de voto entre os eleitores que declaram ter recebido alguma parcela do Auxílio Brasil, o programa substituto do Bolsa Família. A taxa variou 9 pontos percentuais para cima em 15 dias. Jair Bolsonaro (PL) tem 32% das intenções; 5 pontos percentuais a menos que na rodada de 3 a 5 de julho de 2022.



A diferença entre os 2 líderes das pesquisas está em 20 pontos percentuais e retornou a um patamar próximo ao registrado no início de maio, quando estava em 19 p.p. Há duas semanas, Bolsonaro havia crescido e a diferença era de apenas 6 p.p..


André Janones (Avante) aparece com 6%. É seguido por Ciro Gomes (PDT), com 5% e Simone Tebet (MDB) com 3%. Os outros pré-candidatos não tiveram menções suficientes para pontuar. Brancos e nulos são 1%. Aqueles que dizem não saber como votarão também são 1%.

Esse é um grupo demográfico pequeno –só 16% dos entrevistados dizem ter recebido o benefício no último mês). Por isso, a margem de erro nesse extrato é de 4,7 pontos, para mais ou para menos.

Em nova tentativa de reverter o quadro de baixa atratividade entre o eleitorado de baixa renda, o governo enviou ao Congresso Nacional a PEC 1/2022, que estabelece estado de emergência e autoriza o governo a criar e ampliar programas sociais em ano eleitoral. Com isso, o valor do benefício passará de R$ 400 para R$ 600. Apelidada de “PEC das bondades”, o texto foi aprovado no Senado e na Câmara dos Deputados.


Para chegar ao resultado, o PoderData cruzou os resultados das perguntas “se a eleição fosse hoje, em qual dos candidatos você votaria?” e “você ou alguém da sua família recebeu no último mês algum pagamento do Auxílio Brasil, a nova versão do programa Bolsa Família?”.


A pesquisa foi realizada pelo PoderData, empresa do grupo Poder360 Jornalismo, com recursos próprios. Os dados foram coletados de 17 a 19 de julho de 2022, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.000 entrevistas em 309 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-07122/2022.


Para chegar a 3.000 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, são mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.