‘Piada de mau gosto’, dizem caminhoneiros sobre auxílio de Bolsonaro

Caminhoneiros se movimentam para fazer uma greve em 1º de novembro; os aumentos nos combustíveis estão entre as queixas do setor.



O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, uma das principais lideranças do movimento de caminhoneiros do país, criticou duramente as declarações feitas nesta quinta-feira, 21, pelo presidente Jair Bolsonaro, de criar um “benefício” de R$ 400 por mês aos caminhoneiros, para compensar o aumento do diesel.


“Eu acho que foi uma piada que ele (Bolsonaro) fez… ou será de verdade? Isso é uma piada de mau gosto. O caminhoneiro não quer esmola, quer dignidade, quer os compromissos que foram assumidos e que até hoje não saíram do papel”, disse Landim, conhecido entre os caminhoneiros como ‘Chorão’.