Penetra e famosos: saiba como foi o casamento de Lula e Janja

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a socióloga Ronsângela Silva, mais conhecida como Janja, se casaram nesta quarta-feira (18) em uma casa de eventos na Avenida Morumbi, na Zona Sul de São Paulo.

Na noite mais fria do ano na cidade, políticos e artistas famosos se reuniram para a festa, que teve início às 19h e acabou por volta das 3h30.



Os convidados começaram a chegar por volta das 18h15 e os primeiros a entrar na festa foram o ex-ministro Franklin Martins e o advogado Marco Aurélio de Carvalho. O ex-presidente entrou às 18h25. Janja, às 19h27.

Lula e Janja choraram durante a cerimônia, segundo convidados presentes. Um dos momentos mais emocionantes foi quando as netas de Lula, que eram daminhas de honra, subiram até o altar. No telão, depois da cerimônia, foi reproduzido o vídeo de “Sem Medo de Ser Feliz”, single do petista lançado no início do mês. Alguns convidados gritaram: “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”.


“Foi tudo, choros e risos”, disse a cantora Duda Beat. “Muita alegria, felicidade e amor. Viram o vestido da Janja, que lindo?”, festejou Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte.


O vestido da noiva tinha um bordado escrito “O Amor Venceu”. A arte foi feita por artesãs do município de Timbaúba dos Batistas. Era um vestido longo, elaborado pela estilista Helô Rocha, com tecido feito de seda e coberto de bordados feitos no sertão do Rio Grande do Norte.

O casamento foi celebrado pelo bispo dom Angélico Sândalo Bernardino. Após a cerimônia religiosa, o casal fez um breve discurso, sem tom político, ao abrir a pista de dança. Lula lembrou que, enquanto esteve preso em Curitiba, trocou 580 cartas com Janja, e disse que ela o “rejuvenesce”. O petista disse que foi o dia mais feliz de sua vida.


O bolo era branco, tinha quatro andares e as iniciais dos noivos, L e J. Os celulares dos convidados foram confiscados e colocados em uma sala do buffet. Apenas três médicos, que são convidados, receberam autorização para ficar com os aparelhos.

Por volta das 22h20, o cantor Gilberto Gil deixou o local. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o pré-candidato a vice na chapa de Lula, Geraldo Alckmin (PSB), e o deputado Marcelo Freixo (PSB) saíram por volta das 23h30.

Às 23h42, um penetra foi retirado da festa. Não se sabe quem era o homem, como ele entrou e quanto tempo ficou na festa. Os seguranças pediram o documento dele, fizeram a checagem e o liberaram.