Novo medicamento cura 93% dos doentes graves de covid em 5 dias

Um medicamento desenvolvido por uma equipe médica de Israel curou cerca de 93% de 90 pacientes diagnosticados com infeção grave da covid-19 que participaram de um estudo na Grécia. Segundo os pesquisadores, os pacientes tiveram alta hospitalar ao fim de cinco dias de tratamento.

O ensaio de fase II de testes confirmou o resultado positivo do ensaio de fase I conduzido em Israel, em que 29 de 30 pacientes em condições moderadas a graves se recuperarem após o uso da droga.



Ainda de acordo com os autores do estudo, o medicamento se mostrou seguro, sem registro de efeitos colaterais significativos.


O fármaco foi desenvolvido a partir de uma molécula chamada CD24, que está naturalmente presente no corpo e ancorada na membrana das células e tem várias funções, incluindo a regulação do mecanismo responsável pela tempestade de citocinas.



Diferentemente dos esteroides, a CD24 não afeta o sistema imunológico como um todo, mas visa apenas esse mecanismo específico, ajudando a reencontrar seu equilíbrio correto.


Encerrada a fase II de testes, a equipe de cientistas agora se prepara para lançar a última fase do estudo com mais voluntários, que serão divididos entre o grupo que receberá a droga e outro que tomará placebo, uma substância sem efeito algum.


A expectativa do grupo de estudo é terminar o ensaio até o fim deste ano. Se os resultados forem confirmados, a equipe de desenvolvedores diz que o tratamento será rapidamente disponibilizado e com baixo custo.