Nova Mutum gera 519 empregos com carteiras assinadas; agropecuária e serviço lideram

O ministério da Economia apontou que Nova Mutum teve mais um resultado positivo na geração de empregos nas empresas de diferentes segmentos. Em janeiro, foram 1.626 contratados e 1.107 desligados, saldo de 519 vagas criadas a mais.


Só Notícias constatou que a agropecuária registrou o melhor resultado, com 333 postos a mais, saldo de 479 admitidos e 146 demitidos. O setor de serviços teve 119 contratados a mais (resultado de 397 vagas abertas e 278 encerradas).



Já o comércio, que vive momento de recuperação com a baixa de casos de Covid, teve 52 empregados a mais, com 379 admitidos e 327 desligados. A construção civil também teve resultado positivo de 30 empregos gerados a mais, saldo de 113 vínculos iniciados e 30 finalizados.


Por outro lado, a indústria teve saldo negativo ao demitir 15 pessoas a mais. Foram 273 trabalhadores dispensados e 258 contratados.


Apesar do resultado final positivo, houve redução de 8,14% nos empregos gerados em comparação a janeiro de 2021, que fechou com 565 vagas a mais (à época foram 1.250 admissões e 685 desligamentos).


Conforme Só Notícias já informou, Lucas do Rio Verde fechou o mês com 826 contratações a mais (saldo de 2.331 funcionários admitidos e 1.505 dispensados).


Sorriso teve 1.196 pessoas empregadas a mais, resultado de 2.936 trabalhadores contratados e 1.740 desligados. Sinop gerou 852 empregos formais a mais, consequência de 3.724 admissões e 2.872 demissões.


Já Mato Grosso registrou 14.747 vagas de empregos a mais no mesmo mês. Foram 53.187 admissões e 38.440 demissões.


Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: arquivo/assessoria)