Nova estimativa aponta safra da soja 2,9% maior em Mato Grosso e produtividade menor

O IMEA (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária) informou que a área no Estado permaneceu prevista em 11,81 milhões de hectare, aumento de 2,92% ante a safra 2021/22. Sobre os rendimentos, as projeções continuam

limitadas e, por isso, a estimativa foi mantida em 58,58 saca/hectare para a safra 2022/23, indicando um recuo inicial de 1,26% em relação aos rendimentos da safra 2021/22.



“Daqui em diante, os olhares se intensificam em relação ao clima, visto que restam menos de 45 dias para o fim do vazio sanitário da soja em Mato Grosso. Para o mês de setembro, a média dos modelos climáticos do NOAA aponta chuvas dentro das médias históricas para o mês. O maior volume de precipitações está previsto para outubro, período que quase todo o Estado poderá receber chuvas acima da média histórica”, aponta o IMEA.


“Por outro lado, espera-se que até o final do ano o fenômeno La Niña prevaleça em Mato Grosso, o que pode gerar uma série de mudanças nos padrões climáticos, com atrasos nas precipitações no início da primavera no Estado, desse modo postergando a semeadura da soja”, conclui o instituto, no boletim semanal da soja.


Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)