Neri fecha com Lula

Reunião em Brasília, na noite de terça-feira (12), com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) selou a aliança do deputado federal Neri Geller (PP) para as eleições ao Senado, tendo como primeira suplente a primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV).

O encontro oficializou o apoio da federação Brasil da Esperança, composta pelos partidos PT, PV e PC do B, à candidatura ao Senado do deputado Federal Neri Geller (PP) e o apoio às candidaturas de Lula e Geraldo Alckmin (PSB) em Mato Grosso.



Márcia Pinheiro como suplente deve ampliar o eleitorado de Neri na Baixada Cuiabana, já que na última pesquisa divulgada pelo intituto Percent Brasil ela estava à frente dele na região, perdendo apenas para Wellington Fagundes (PL) nas intenções de voto.




A aliança com Márcia Pinheiro deve deixar Neri fora do possível palanque de Mauro Mendes (União Brasil) à reeleição que já sinalisa que será aberto aos candidatos ao Senado. No entanto, o rompimento com o governador foi uma exigência do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).



Na noite de terça-feira (12), em encontro com prefeitos, Mauro Mendes também deixou claro que se Neri fechasse aliança com Márcia ele automaticamente estaria fora do palanque.



"O Neri, ele tem a liberdade, como qualquer um tem, de construir suas alternativas e suas alianças, mas há uma diferença muito grande da minha atuação política, com a do prefeito da capital, e qualquer algo que represente ele, não nos representa", disse Mauro.


CONEXÃO PODER