Tapurah e municípios da 21ª ZE seguem tendência no aumento do eleitorado em 12 meses

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) divulgou nesta terça-feira aumento no número de eleitores no Estado ao longo dos últimos 12 meses. Os três municípios que compõem a 21ª Zona Eleitoral, sediada em Lucas do Rio Verde, seguiram a tendência de alta.


De acordo com o TRE-MT, entre janeiro de 2021 e janeiro de 2022, o número de eleitores no Estado aumentou aproximadamente 1,7%. Ele passou de 2.210.306 para 2.248.137 em 12 meses.



Em Lucas do Rio Verde o aumento foi de cerca de 2% no período. Passou de 46.106 eleitores em 2021 para 47.067 em janeiro deste ano, 961 eleitores a mais. Em Itanhangá e Tapurah o avanço foi mais tímido. Em Tapurah passou de 7.915 para 7.925 eleitores, e em Itanhangá passou de 4.433 eleitores no ano passado, para 4.448 este ano.


Números

Dados do Cartório da 21ª ZE mostram a evolução do eleitorado entre o período das eleições de 2020 até esta quarta-feira (09). Em Lucas do Rio Verde, 46.130 eleitores estavam aptos a votar em novembro de 2020. Até esta quarta-feira, o município conta com 47.052 aptos a ir às urnas.

Em Tapurah, 8.970 eleitores estavam aptos a votar em 2020. Se as eleições fossem hoje, o número de eleitores em condição de votos seria de 7.925. Já em Itanhangá, 4.998 eleitores estavam aptos a irem às urnas. Até esta quarta-feira, 4.446 têm condições de votar.


A Justiça Eleitoral destaca que o número de eleitores é dinâmico e só será estabilizado quando ocorrer o fechamento do cadastro eleitoral, previsto para o dia 4 de maio próximo.


Em relação ao decréscimo no número de eleitores de Tapurah e Itanhangá em comparação ao último pleito, estima-se que seja em razão de ausências às urnas em eleições anteriores e, principalmente, a ausência à revisão biométrica. Ausência em três eleições consecutivas sem votar ou justificar gera o cancelamento da inscrição.


Pode aumentar

A expectativa do TRE-MT é que o número de eleitores aptos ao voto aumente ainda mais nos próximos meses. Ela ocorre em função da procura pela regularização dos títulos e de novos cadastros com o objetivo de ter direito ao voto nas Eleições 2022, que ocorrerão em outubro. O prazo para fazer estas solicitações termina no dia 04 de maio, já que o cadastro eleitoral será fechado após esta data.


Títulos cancelados

Em Mato Grosso, 371.676 eleitores estão com os títulos cancelados por motivos que podem ser regularizados até a data final de 04 de maio. Deste total, 101.503 cancelamentos são decorrentes de ausência às urnas nos três últimos pleitos, e 270.173 por não comparecimento à revisão do eleitorado (isto é, não fizeram a biometria).


É importante ressaltar que a coleta biométrica continua suspensa pelo TSE, em função da pandemia de Covid-19, mas isso não impede a regularização da situação. Portanto, é fundamental que as pessoas procurem o atendimento virtual o quanto antes para poderem participar do processo eleitoral.


As solicitações de regularização, emissão de título ou alteração de endereço pode ser feitas pelo sistema TítuloNet. Basta preencher o requerimento online e aguardar o retorno da Justiça Eleitoral. O atendimento ocorre exclusivamente por meio virtual, no intuito de evitar aglomerações nos Cartórios Eleitorais, como medida de prevenção à Covid-19. O acesso pode ser feito pelo www.tre-mt.jus.br/eleitor/atendimento-digital-ao-eleitor.