Lula tem 45% contra 31% de Bolsonaro no primeiro turno, mostra Quaest

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL) em pesquisa Genial/Quaest publicada nesta quarta-feira (6).


Em cenário envolvendo 12 pré-candidaturas, Lula marca 45% das intenções de voto, ante 31% de Bolsonaro. O terceiro colocado é Ciro Gomes (PDT), com 6%, seguido por André Janones (Avante) e Simone Tebet (MDB), com 2% cada um. Pablo Marçal, do Pros, tem 1%.

Os demais pré-candidatos não pontuaram. Indecisos somaram 6%, e voto em branco ou nulo, outros 6%.


A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi feita do dia 29 de junho a 2 de julho, com 2.000 entrevistas. O número de registro na Justiça Eleitoral é BR-01763/2022.



Lula: 45%


Bolsonaro: 31%


Ciro Gomes: 6%


André Janones: 2%


Simone Tebet: 2%


Pablo Marçal: 1%


Indecisos: 6%


Brancos/nulos/Não vão votar: 6%


Vera Lúcia (PSTU), Eymael (Democracia Cristã), Felipe d'Ávila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Luciano Bivar (União Brasil) e Leonardo Péricles (UP) não pontuaram


A pesquisa incluiu outros dois cenários, no qual os resultados dos três principais candidatos pouco se alteram. Em um deles, Lula atinge 47%, e Ciro vai a 8%. Bolsonaro se mantém em segundo com os mesmos 31% nessas outras duas simulações.


Na pesquisa de junho, o petista tinha 46% das intenções de voto contra 30% do atual mandatário.


O levantamento deste mês também conta com simulações de segundo turno, no qual o petista vence o atual mandatário, Ciro Gomes e Simone Tebet.


Contra Bolsonaro, o placar a favor de Lula fica em 53% a 34%. Na pesquisa de junho, os índices estavam em 54% a 32%. Diante de Ciro, o petista vence agora por 52% a 25%. Contra Tebet, o resultado fica em 55% a 20%.


No quesito rejeição, o atual presidente está em primeiro lugar, com 59% dos eleitores afirmando que não votariam nele. A taxa de Ciro Gomes está em 55% e a de Lula, em 41%.


A pesquisa da Quaest é financiada pela corretora de investimentos digital Genial Investimentos, que é controlada pelo banco Genial.