Lula mantém chance de vitória no 1º turno, diz pesquisa

Levantamento mostra que ex-presidente segue na frente e poderia ganhar pleito no 1º turno considerando a margem de erro.

O ex-presidente Lula (PT) aumentou a vantagem na liderança da disputa pelo Palácio do Planalto em 2022, de acordo com pesquisa Ipespe divulgada nesta segunda-feira (20). O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) oscilaram negativamente. Clique aqui e leia a íntegra do levantamento.


Considerando os três pontos percentuais da margem de erro da pesquisa, Lula poderia ganhar a eleição no 1º turno, caso o pleito fosse hoje. O resultado é similar aos números de pesquisas divulgadas pelo Datafolha e pela CNT/MDA, na quinta-feira (16), e também pelo Ipec na terça-feira (14). Os três estudos apontam chance de vitória no 1º turno.


No levantamento estimulado, segundo o Ipespe, o petista tem 44% das intenções de voto, contra 24% de Bolsonaro. Moro aparece com 9% e Ciro Gomes (PDT) tem 7%. Na sequência, estão João Doria, do PSDB (3%), Felipe D'Ávila, do Novo (1%), e Rodrigo Pacheco, do PSD (1%). Indecisos, nulos e brancos correspondem a 12%.


Em outros cenários, com mais nomes considerados, Lula também tem grande vantagem na liderança. O ex-presidente tem 43% dos votos, contra 23% de Bolsonaro. Moro, Ciro e Doria permanecem iguais ao outro cenário. Cabo Daciolo, Simone Tebet e Alessandro Vieira ficam com 1% e Felipe D'Ávila cai para 0%.


Em caso de segundo turno, Lula vence todos os adversários. Bolsonaro, por sua vez, perde para todos.

A pesquisa foi realizada no período de 14 a 16 de dezembro de 2021 com 1.000 entrevistados. A margem de erro é de 3.2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,5%. As entrevistas foram telefônicas. Até novembro, as pesquisas Ipespe eram divulgadas em parceria com a corretora de investimentos XP. Desde então, a empresa de pesquisa divulga os levantamentos por conta própria.


Edição: Leandro Melito