IMEA prevê que 91% da próxima safra de milho no Estado será semeada na janela ideal

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou, há pouco, que o preço médio do milho disponível

em Mato Grosso teve queda de 1,17% na semana passada, em relação à anterior, e cotação média de R$ 71,51/saca. O boletim foi divulgado hoje devido ao feriado nacional, ontem,



“As cotações do cereal na CME-Group corrente apresentaram elevação de 3,64% em relação à semana passada, ficando na média de US$ 5,54/bushel”. As cotações do milho na B3 apresentaram retração de 1,20% no comparativo semanal e média de R$ 87,88/saca.


O instituto divulgou, hoje, a terceira estimativa para a safra 2021/22 do milho em Mato, que não apresentou alterações nos números ante a projeção anterior e continua estimando uma produção de 39,57 milhões de toneladas. O adiantamento da semeadura da soja no Estado está influenciando as boas perspectivas para o plantio do milho dentro da janela ideal. Nesse

sentido, o IMEA projeta que cerca de 91,97% da área destinada ao milho no Estado seja semeada até o fim de fevereiro de 2022, sendo um fator positivo para o rendimento das lavouras. Por outro lado, a menor oferta mundial de fertilizantes já afetam os custos de produção da safra mato-grossense e podem implicar sobre a quantidade de aplicações utilizadas nas áreas de segunda safra, o que é um ponto de atenção quanto ao potencial produtivo do cereal, que continuará sendo monitorado nas próximas estimativas


Só Notícias/Agronotícias (foto: Só Notícias/arquivo)