Levantamento prevê recorde na safra de milho em MT com 40,4 milhões de toneladas



O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) revisou as estimativas da área, produtividade e produção no Estado constatando evolução da semeadura da safra 2021/22 do milho possibilita aos produtores conseguirem avaliar melhor o cenário da temporada e decidirem com maior exatidão a área que será destinada ao cultivo do cereal.


O instituto reajustou a estimativa de área no Estado, que apresentou um aumento de 0,74% ante o último relatório, ficando projetada em 6,28 milhões de hectares.


“No mesmo sentido foi revisada a produtividade esperada, que com a semeadura sendo a segunda mais rápida da história até o momento e as previsões dos índices pluviométricos acima da média dos últimos anos, houve um incremento de 1,14% ante o relatório passado a passa a ser estimada em 107,31 saca/hectare.


Por fim, com a alteração da área e a produtividade, a produção esperada para Mato Grosso passa a ser estimada em 40,40 milhões de toneladas, volume recorde para o Estado”.