Guedes diz que Brasil iniciou ciclo de crescimento, enquanto mundo desacelera

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou nesta quinta-feira (28) que o Brasil está no início de um ciclo de crescimento econômico, enquanto a economia mundial entrou em uma desaceleração sincronizada.


A avaliação do ministro destoa das projeções do mercado e de instituições multilaterais. O FMI (Fundo Monetário Internacional) projeta desaceleração da economia mundial de 3,2% de crescimento neste ano para 2,9% no próximo. Para o Brasil, o crescimento passaria de 1,7% para 1,1% --pior que o desempenho global.



Em entrevista ao programa Daybreak Australia, da TV Bloomberg, Guedes disse que a retração da economia dos EUA, que registrou dois trimestres seguidos de queda, é um problema que, infelizmente, vai continuar por um longo tempo, pois os bancos centrais das economias centrais estão muito atrás da curva de juros no combate à inflação.


O ministro, no entanto, vê o país como um dos mais preparados para enfrentar o momento, afirmando que a moeda brasileira foi uma das que menos perderam valor em relação ao dólar neste ano. "Nós estamos resistindo", disse.


Questionado sobre a situação das contas públicas, Guedes disse que o Brasil é uma das poucas economias que estão em equilíbrio fiscal, pois registra superávit primário atualmente.


Em relação aos preços elevados das commodities, fator que tem ajudado no crescimento da economia e a engordar o superávit primário, o ministro afirmou que a inflação irá perdurar por mais tempo do que se imagina e que os preços das commodities não vão cair, apenas vão para de subir por um tempo, ressaltando que o Brasil tem uma economia muito diversificada.