Em discurso, presidente defende direito de índio produzir e menos interferência do Estado - VEJA