Deputado Xuxu entra com um requerimento para apurar obra do buracão 'mal feita'.

O deputado Estadual Xuxu Dal Molin (PSC-MT), entrou com um requerimento contra o governo de Mato Grosso e Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) em uma cópia do ofício interno do gabinete, nossa equipe do site *Portal Tapurah* teve acesso à esse documento.


Segundo às primeiras informações recebidas até nossa reportagem, a obra da erosão na MT-338 em Tapurah, foi entregue em 'perfeito estado' pelo governador Mauro Mendes no dia (17.dez.2020), entre outros responsáveis, nos primeiros meses de 2021, com excesso de chuva na região as estruturas foi toda água abaixo, conforme vídeos que comprovam a situação, sem saber a quem recorrer a prefeitura municipal e a secretário municipal de obras, tiveram que usar o dinheiro dos cofres para solucionar o problema da localidade, que estava trazendo transtornos para quem trafegava pela rodovia em época de chuva.

No documento consta:


Nos termos do art. 177 e seguintes da Consolidação do Regimento Interno desta Casa de Leis, requer à Mesa Diretora, após ouvido o Soberano Plenário, que seja encaminhado expediente ao Governador do Estado de Mato Grosso, Excelentíssimo Senhor Mauro Mendes com cópia ao Excelentíssimo Senhor Marcelo de Oliveira e Silva, Secretário de Infraestrutura e Logística, solicitando informações sobre as obras de contenção à erosão às margens da MT 338, na localidade conhecida como “buracão”, no município de Tapurah, considerando os relatos de que a obra foi destruída pelas chuvas.


A presente proposição possui como escopo obter informações acerca das obras realizadas às margens da MT 338, na localidade conhecida como “buracão”, no município de Tapurah e entregues em 17/12/2020.


Governo de Mato Grosso entregou a obra realizada para conter a erosão chamada popularmente de “buracão”, que alcançou a proporção de colocar em risco casas, nas proximidades da Avenida Brasil, e a estrutura da rodovia MT-338, que dá acesso a Tapurah (430 km de Cuiabá).


O problema assolava a região há mais de 30 anos sem a solução devida e aumentava a cada época de chuvas. Segundo informações, as obras realizadas não foram suficientes para conter a força das águas e, a situação continua caótica no local.


Há relatos de que o “buracão” continua com os mesmos problemas de 30 (trintas), o que demonstra a necessidade urgente de uma resolução efetiva.


São essas as razões da presente proposição.



Fonte: Portal Tapurah