Datafolha: Lula tem 47%; Bolsonaro, 29%; Ciro, 8%; e Tebet, 2%

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 18 pontos de vantagem sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) na disputa pelo Palácio do Planalto, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, 28. O petista tem 47% das intenções de voto. O chefe do Executivo tem 29% e oscilou um ponto para cima em comparação com o último levantamento.


Esta é a primeira amostra realizada após as convenções nacionais das siglas, que podem ocorrer até o dia 5 de agosto. Seis candidatos à Presidência já tiveram o nome homologado. A campanha eleitoral começa oficialmente no dia 16 de agosto.



Entre o eleitorado feminino, Bolsonaro cresceu seis pontos porcentuais em comparação com o levantamento do final de junho. Ele subiu de 21% para 27%. Lula caiu de 36% para 32% no mesmo período. Como mostrou o Estadão, a campanha do presidente investe em diminuir a rejeição deste público.


O candidato do PDT, Ciro Gomes, aparece em terceiro lugar, com os mesmos 8% que a última pesquisa, e é seguido por Simone Tebet (MDB), com 2%; André Janones (Avante), Pablo Marçal (PROS) e Vera Lúcia (PSTU) fizeram 1%. Votos brancos e nulos totalizam 6%. Luciano Bivar (União Brasil), General Santos Cruz (Podemos), Leonardo Péricles (UP), Felipe D’Avila (Novo), Eymael (DC) e Sofia Manzano (PCB) não pontuaram.

Na pesquisa espontânea, quando o entrevistado não recebe uma lista com os nomes dos candidatos, Lula foi escolhido por 38% dos eleitores, ante 26% que preferem Bolsonaro - o petista oscilou um ponto para cima enquanto o presidente oscilou um ponto para baixo em comparação ao levantamento anterior. Ciro manteve os 3% e Tebet aparece com 1%.


A pesquisa Datafolha também mostra que Lula venceria Bolsonaro no segundo turno. O petista tem 55% das intenções de voto, dois a menos que a amostra anterior, ante 35% do presidente, um ponto a mais que o último levantamento.


Rejeição


Bolsonaro lidera entre os mais rejeitados. 53% disseram que não votariam nele de forma alguma. Lula vem na segunda posição com 36% e é seguido por Ciro Gomes, com 8%.


O instituto entrevistou 2566 eleitores nos dias 27 e 28 de julho em 183 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no protocolo sob o número BR-01192/2022.