Custo para produção de milho de alta tecnologia em Mato Grosso sobe 24,8%

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou que o custo de produção do milho de alta tecnologia no Estado, finalizou o mês de junho estimado em R$ 4.497,82/hectare. Em comparativo com o custo final da safra anterior, é possível notar aumento de 24,80%.



“Esse encarecimento se deve, principalmente, aos maiores preços do KCl, MAP e Ureia, que receberam um incremento de 53,61%, 28,94% e 28,66%, respectivamente, no mesmo período, em função das incertezas de abastecimento desses produtos em decorrência da crise energética chinesa no final de 2021, que reduziu a produção desses insumos no país. Como também, os conflitos entre a Rússia e a Ucrânia que dificultou o escoamento dos fertilizantes russos”, apontam os analistas do instituto.


“Sendo assim, neste cenário, para que o produtor consiga comprar uma tonelada de MAP, KCl e Ureia, é necessário que ele dispenda de 107,90/saca 105,39/saca e 80,52/saca, respectivamente”, conclui o IMEA.


Só Notícias/Agronotícias (foto: Só Notícias/arquivo)