Comércio eletrônico deve crescer 18% em 2020 e movimentar R$ 106 bilhões

Pela primeira vez o faturamento do e-commerce brasileiro ultrapassará a casa dos 100 bilhões de Reais, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). A estimativa é que as vendas online irão gerar um volume financeiro de R$ 106 bilhões. A cifra representa um crescimento de 18% sobre o ano anterior.



Os marketplaces, as microempresas e as compras através de smartphones, são os principais fatores que contribuirão para esse resultado, de acordo com a entidade. O tíquete médio segue na faixa de R$ 310 e é estimado uma movimentação de 342 milhões de pedidos, feitos por aproximadamente 68 milhões de consumidores.



Segundo Salvador, “a aprovação do Projeto de Lei Complementar 148/2019 (PLP), que trata da Multicanalidade e facilitará a vida dos consumidores, que poderão comprar pela Internet e retirar seus produtos em estabelecimentos comerciais próximos de casa. “Caso esse projeto seja aprovado no primeiro semestre, o crescimento no faturamento será ainda mais expressivo”, diz Salvador.


Porquê investir em um site pago se tenho opções gratuitas no mercado?


Vamos direto ao argumento principal. Quando você constrói uma página em uma rede social, um perfil no Instagram, no Twitter, Facebook ou até mesmo tem um endereço em plataformas gratuitas sem domínio registrado; você está construindo seu castelo no terreno dos outros. Concorda? E na vida real, tangível, ninguém faz isso se quer ter algo sólido e duradouro.


Ninguém quer correr o risco, de uma hora para outra, a plataforma ou site sair do ar e levar consigo todo o seu conteúdo ou parte dele, como comumente acontece. Muito menos ter que seguir as regras deste ou daquele serviço “gratuito”.


Cabe aqui reforçar a ideia de que “se você não está no Google você não existe”. Exageros à parte, essa afirmação faz todo sentido – se você estiver apenas em redes sociais, seu conteúdo não vai estar visível nos mecanismos de busca.


Mantendo as redes sociais


Mas calma, não estamos falando que ter fanpages e perfis em redes sociais e outras formas de divulgação na web seja dispensável. Pelo contrário, como já falamos acima, o relatório da ABCOM revelou que 22% foram realizadas através das mídias sociais. Mesmo com um site totalmente seu, com domínio registrado e total autonomia, você deve mantê-las e usar de forma harmônica e otimizada para propagar seu conteúdo relevante e gerar leads.


10 motivos para você “não” ter um site:

O seu negócio aberto 24 horas do dia, durante os 365 dias do ano;

Apresenta uma imagem profissional – uma excelente maneira de induzir confiança e credibilidade;

É possível desenvolver um marketing mais eficiente – você poderá criar anúncios mais econômicos que façam referência ao seu site, assim no seu site você detalha ainda mais as características do seu produto ou serviço;

O seu catálogo ou portfólio pode ser alterado a qualquer momento – é mais fácil, econômico e rápido de alterar que o material impresso. As suas capacidades são quase ilimitadas e permitem mais e melhor informação aos seus clientes;


Alcance novos mercados com uma audiência global – o seu mercado passa a ter o potencial para ser visto por milhões em todo o mundo.Agilidade no atendimento e informação imediatamente disponibilizada – vendas e pedidos de informação, podem ser processados de forma automática e imediata.


Formulários online podem ser utilizados para permitir aos seus clientes o pedido de orçamentos ou informações adicionais. Poupe nos custos, permitindo que possam fazer o download de propostas e outros documentos importantes;


Recolher informações valiosas – ainda sobre os formulários online: com eles o empreendedor pode obter informações importantes sobre o mercado e os seus clientes. Esta ferramenta é excelente para auxiliar ações de mercado, na hora de fazer promoção dos seus produtos e serviços;


Fortalecimento da marca – construir uma marca de valor pode levar muito tempo e demandar um grande esforço, porém a Internet pode encurtar um pouco este caminho. Para isso, o seu site deve ser funcional, ter um carregamento rápido e ser útil ao usuário, ou seja, navegar pelo seu site deve proporcionar aprendizado. Todo esse conjunto transmitirá a ideia positiva sobre o seu negócio;


Baixo investimento – utilizar o site de uma empresa como meio de comunicação não é custo e sim investimento. Os investimentos são baixíssimos, levando em consideração o alcance geográfico, tempo de exposição e flexibilidade na manutenção. Excelente relação custo x benefício, se comparado com qualquer mídia convencional, como televisão, jornais e rádio. Vemos que o custo benefício é compensador para a empresa que investe na criação de um site institucional.


Visibilidade aumentada – um site bem organizado passa a impressão de que uma empresa é maior do que ela realmente é. Isso, naturalmente, gera credibilidade no mercado que já consagrou empresas bem maiores do que a sua.


Diferencial dos sites e lojas desenvolvidos por nós.


Visual moderno e profissional;

Formulário de contato;

Responsivo: abre perfeitamente em desktop, tablet e celular;

Compatível com todos os programas de navegação: Chrome, FireFox, Safari e etc;

Otimizado para o Google;

Certificado Digital SSL e CDN inclusos;

Excelente desempenho na velocidade de carregamento das páginas;

Ferramentas livres para gerenciamento de conteúdo e marketing digital;

Hospedagem do site inclusa;

Registro de Domínio incluso.


Entre em contato 066 996384614