Bolsonaro vai a ato por ‘destituição’ de ministros do STF em Brasília e envia vídeo a aliados em SP

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro fez uma rápida participação no ato organizado em Brasília por seus apoiadores contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e em defesa do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), que foi condenado a oito anos e nove meses de prisão por ataques à democracia, mas recebeu perdão presidencial. Ele chegou por volta de 11h30 e não discursou. Já em São Paulo, sem participar presencialmente, Bolsonaro optou por enviar um vídeo transmitido por um telão na tarde deste domingo, 1º, a aliados que se reuniam na Avenida Paulista. O presidente falou em "lealdade" aos que acreditam em seu governo.



"Essa manifestação é pacífica como todas as demais em defesa da Constituição, da família e da liberdade", disse Bolsonaro, por vídeo. "Devo lealdade a todos vocês, temos um governo que acredita em Deus, respeita os seus militares, defende a família e deve lealdade ao seu povo." Ele também voltou a dizer que o "bem sempre vence o mal" e que estará "sempre ao lado da população brasileira".


Na Paulista, faixas carregadas por manifestantes pedem o impeachment do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, e a demissão coletiva dos ministros do STF. Imagens do deputado federal Daniel Silveira (PTB) também estavam afixados em alguns dos palcos e carros de som posicionados na avenida. Ele é esperado por volta das 17h.